Congresso Estadual de Engenharia Mecânica e Industrial de Sergipe começa na quinta-feira

Os caminhos para o futuro, com foco na sustentabilidade, na tecnologia e na inovação é o eixo do I Congresso Estadual de Engenharia Mecânica e Industrial de Sergipe - COEMI-SE. Promovido pela Associação Brasileira de Engenheiros Mecânicos e Industriais, Seção SE –, o evento vai reunir nos dias 28 e 29 deste mês, no Centro Universitário da Universidade Estácio de Sergipe, profissionais, pesquisadores, especialistas e estudantes da área com o objetivo de promover um amplo debate sobre temas e contribuições para um desenvolvimento sustentável. A programação será aberta com o tema ‘Estratégia Nacional para Ciência, Tecnologia e Inovação’, ministrada pelo Eng. Brigadeiro Maurício Pazini Brandão - Diretor Regional Sul-Sudeste do MCTIC - Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. A programação também traz para discussão temas referentes ao gás natural e perspectivas para a indústria nacional; Indústria 4.0 e turbinas à gás e tecnologias da termoelétrica de Sergipe. Para o presidente da ABEMEC-SE, engenheiro mecânico, Enéas Francelino Santos de Vasconcellos, o Congresso é um espaço importante para discutir a evolução da engenharia mecânica e industrial com foco no desenvolvimento sustentável. “Serão dois dias de atividades, troca de experiência profissional e conhecimentos. Uma oportunidade rica para todos os profissionais e acadêmicos”, disse. De acordo com Enéas Vasconcellos, os conteúdos e abordagens do COEMI-SE são direcionados tanto a alunos de graduação e pósgraduação quanto a profissionais de engenharia das modalidades Mecânica, Metalúrgica, Naval, Aeronáutica e afins da modalidade industrial. Empresários, pesquisadores e professores também fazem parte do público esperado no encontro. Para Enéas Vasconcellos, o Congresso também abre espaço para mostrar a importância da engenharia mecânica e industrial para a sociedade moderna. “Quando vemos uma máquina ou ferramenta, muitas vezes nem imaginamos os processos que envolvem sua concepção, produção e operação. Mas, por traz de tudo isso, há o engenheiro mecânico, que ligado nas novas tecnologias, tem como intuito melhorar a qualidade de vida da população, utilizando os recursos de maneira consciente”, afirma ele ao destacar que todo esse contexto será refletido nos minicursos, palestras e oficinas a serem realizados durante os dois dias de programação do Congresso Estadual de Engenharia Mecânica e Industrial de Sergipe.